Harry e Meghan processam paparazzi por fotos de filho

Os fotógrafos teriam invadido a residência do casal com um drone

Os paparazzi tentaram vender as imagens tiradas de Archie
Os paparazzi tentaram vender as imagens tiradas de Archie (foto: ANSA)
11:11, 24 JulROMA ZRS

(ANSA) - O príncipe Harry e a sua esposa, Meghan Markle, processaram alguns paparazzi que tentaram tirar fotos ilegais do filho do casal, Archie, no quintal da casa da família nos Estados Unidos.

De acordo com a emissora "Skynews", os paparazzi invadiram a residência do casal com um drone e tiraram fotos de Archie, que tem 14 meses.

O casal se mudou para os Estados Unidos há alguns meses depois de um período no Canadá, onde, segundo a impresa local, viveu em paz até o tabloide "Daily Mail" revelar seu endereço.

Harry e Meghan explicam na queixa que "não querem tratamento especial e concordam em ser fotografados em público". No entanto, o casal reclama que a casa deles foi invadida recentemente por helicópteros e drones "até três vezes por dia, das 5h30 da manhã até a noite".

Harry e Meghan ainda dizem que alguns paparazzi chegam furtivamente até a cerca da residência para tentar tirar fotos. Eles afirmam que é uma invasão de privacidade "inaceitável para qualquer pai".

Os paparazzi que tentaram vender as imagens as fizeram passar por fotos tiradas em um evento público em Malibu. Mas desde que Harry e Meghan chegaram aos Estados Unidos, eles não foram para nenhum evento público com o seu bebê.

"As fotos em questão não são de interesse público, são apenas uma forma de assédio", escreveu o casal na denúncia.

Em abril, Harry e Meghan anunciaram que cortaram relações com quatro tabloides do Reino Unido. O casal iniciou uma guerra contra eles após a divulgação de uma carta pessoal de Meghan para seu pai. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA