'Democracia está em jogo', diz Obama em convenção

Terceira noite do evento também teve discurso de Kamala Harris

Barack Obama discursa na Convenção Democrata
Barack Obama discursa na Convenção Democrata (foto: EPA)
09:14, 20 AgoWASHINGTON ZLR

(ANSA) - O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama afirmou na noite desta quarta-feira (19) que a democracia estará em jogo na eleição de 3 de novembro.

Obama foi o grande destaque da terceira noite da Convenção Democrata, que oficializou a chapa Joe Biden-Kamala Harris como adversária de Donald Trump na corrida pela Casa Branca, e não poupou críticas a seu sucessor no cargo.

"Trump não mostrou qualquer interesse em trabalhar, em encontrar um terreno comum, em usar o poder excepcional de seu cargo para ajudar qualquer um que não fosse ele mesmo ou seus amigos. Nenhum interesse em tratar a Presidência como outra coisa que não um reality show que ele usa para obter a atenção que deseja", afirmou.

O ex-presidente acrescentou que esperava que o republicano "mostrasse interesse em levar o cargo a sério, que pudesse chegar a sentir o peso de seu poder e descobrir alguma reverência pela democracia, mas nunca o fez".

"As consequências desse fracasso são graves: 170 mil americanos mortos [na pandemia de coronavírus], milhões de postos de trabalho perdidos, os nossos piores instintos liberados, a nossa orgulhosa reputação no mundo reduzida, e nossas instituições democráticas ameaçadas", afirmou.

Segundo Obama, "a democracia está em jogo" na disputa contra Trump. O democrata ainda definiu Biden, seu vice nos oito anos de seu mandato, como um "irmão" que tem "o caráter e a experiência para tornar o país melhor".

Harris

A terceira noite da convenção democrata ainda confirmou a candidatura da senadora pela Califórnia Kamala Harris a vice-presidente. Filha de mãe indiana e pai jamaicano, ela é a primeira mulher não branca a disputar o cargo.

"O fracasso da liderança de Donald Trump custou vidas humanas", declarou Harris, acrescentando que "não existe vacina contra o racismo". "Com essa eleição, podemos mudar a história. Vamos combater com convicção, confiança e esperança. O caminho não é fácil, mas garanto que enfrentaremos os desafios com honestidade", disse.

Moderada como Biden, a senadora foi escolhida por dialogar com um público mais jovem e acrescentar um ar de novidade e diversidade à chapa democrata. Ao fim do discurso, os dois subiram em um palco em Wilmington, em Delaware, acompanhados de seus cônjuges, Jill Biden e Douglas Emhoff.

A convenção será encerrada nesta quinta-feira (20), com o discurso em que o ex-vice-presidente aceitará sua candidatura. Já o evento republicano acontecerá na semana que vem, também de forma virtual, para oficializar a campanha de Trump à reeleição. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA