Maduro indulta presos políticos na Venezuela

Perdão judicial foi concedido para mais de 100 opositores

Entre os libertados está o chefe de gabinete de Guaidó, Roberto Marrero
Entre os libertados está o chefe de gabinete de Guaidó, Roberto Marrero (foto: ANSA)
08:49, 01 SetCARACAS ZRS

(ANSA) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, concedeu indulto a mais de 100 opositores do governo, entre eles deputados e colaboradores de Juan Guaidó, autoproclamado chefe de Estado interino do país.

Em nota, o governo chavista afirmou que o "perdão presidencial" tem como objetivo "promover a reconciliação nacional", tendo em vista as eleições parlamentares previstas para o mês de dezembro.

A lista com os nomes dos libertados foi lida pelo ministro da Comunicação, Jorge Rodríguez, durante uma coletiva de imprensa.

Entre os opositores libertados estão Roberto Marrero, chefe de gabinete de Guaidó, Henry Allup, chefe do Ação Democrática, o partido mais antigo da Venezuela, e os deputados Gilber Caro e Renzo Prieto.

Guaidó, por sua vez, afirmou que o governo venezuelano usou essas indulgências "como moeda de troca" para "legitimar uma farsa". (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA