'Estou honrado por vocês me escolherem', diz Biden

Democrata usou as redes para dizer que será presidente de todos

Biden agradeceu os americanos pela vitória nas eleições
Biden agradeceu os americanos pela vitória nas eleições (foto: EPA)
14:25, 07 NovWASHINGTON ZGT

(ANSA) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, postou sua primeira mensagem no Twitter após a vitória nas urnas, projetada pelas emissoras norte-americanas, neste sábado (7).

"América, estou honrado por vocês terem me escolhido para liderar nossos grande país. O trabalho a nossa frente será duro, mas eu prometo a vocês isso: eu serei o presidente de todos os americanos - que tenham votado em mim ou não. Eu vou manter a fé que vocês depositaram em mim", escreveu.

Assim como o 46º presidente, a vice-presidente eleita, Kamala Harris, também usou a rede social para se manifestar sobre a conquista. "Essa eleição é muito mais do que Joe Biden ou eu. É sobre a alma da América e a nossa vontade de lutar por ela. Nós temos muito trabalho a nossa frente. Vamos começar", postou logo após Biden.

Derrotada em 2016 por Donald Trump, Hillary Clinton postou em suas redes sociais que "os eleitores falaram e escolheram Joe Biden e Kamala Harris como nossos próximos presidente e vice-presidente". "É um time que fez história, rejeitou Trump e abriu uma nova página para a América. Obrigada a todos os que contribuíram para realizar esse objetivo", escreveu a democrata.

Quem também se manifestou foi a filha do ex-senador republicano John McCain, histórico desafeto de Trump.

"Parabéns senhor presidente! Joe Biden - um dos homens verdadeiramente honestos que tive o privilégio de conhecer. Por favor, lidere nossa nação corajosamente para a cura e o bipartidarismo", postou Meghan McCain em seu Twitter.

Biden já obteve 273 delegados - dos 270 necessários - no colégio eleitoral, mesmo que a apuração dos votos ainda esteja em curso em seis estados: Geórgia, Pensilvânia, Carolina do Norte, Alasca, Arizona e Nevada. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA