Líderes da UE reconhecem vitória de Biden e isolam Trump

Presidente eleito recebeu congratulações de europeus

Festa pela vitória de Joe Biden e Kamala Harris em Washington
Festa pela vitória de Joe Biden e Kamala Harris em Washington (foto: EPA)
16:21, 07 NovROMA ZLR

(ANSA) - Os principais líderes da União Europeia parabenizaram o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, por sua vitória contra Donald Trump, que já começa a ficar isolado em sua tentativa de reverter o resultado do pleito nos tribunais.

As lideranças políticas do bloco se posicionaram de maneira quase simultânea nas redes sociais, mostrando que, para Bruxelas, não há dúvidas sobre o próximo ocupante da Casa Branca.

"Estou ansiosa para trabalhar com o presidente Biden. Nossa amizade transatlântica é insubstituível se quisermos lidar com os grandes desafios deste tempo", diz um comunicado da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, postado no Twitter por seu porta-voz, Steffen Seibert.

Já o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que "os americanos escolheram seu presidente". "Parabéns para Joe Biden e Kamala Harris! Temos muito a fazer para superar os desafios de hoje. Vamos trabalhar juntos!", acrescentou.

De saída da UE, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, chamou a vitória da chapa Biden-Harris de "feito histórico". "Os EUA são nosso aliado mais importante, e estou ansioso para trabalharmos juntos em nossas prioridades compartilhadas, a partir das mudanças climáticas até o comércio e a segurança", disse.

O premiê da Itália, Giuseppe Conte, também parabenizou as instituições americanas por uma "notável demonstração de vitalidade democrática". "Estamos prontos para trabalhar com o presidente eleito Joe Biden para tornar nossa relação transatlântica mais forte. Os EUA podem contar com a Itália como um sólido aliado e um parceiro estratégico", escreveu no Twitter.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, divulgou um comunicado no qual parabeniza Biden "calorosamente" e diz estar ansiosa por um encontro "o quanto antes". "Os Estados Unidos e a União Europeia são aliados e amigos, nossos cidadãos compartilham laços profundos. [...] Essa parceria sustentou a atual ordem internacional baseada em regras liberais e permanece um pilar de estabilidade, segurança e prosperidade nos dois lados do Atlântico", ressaltou.

Donald Trump manteve uma relação turbulenta com a UE durante seus quatro anos de governo, incluindo desavenças na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e sobre o intercâmbio comercial entre os dois lados.

Durante a campanha, Biden acusou o presidente de afastar aliados tradicionais, principalmente a Europa, em benefício da Rússia. (ANSA) 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA