Europeísta Maia Sandu é eleita presidente da Moldávia

Ela derrotou o atual mandatário pró-Rússia Igor Dodon

Maia Sandu já havia tentado se eleger presidente em 2016
Maia Sandu já havia tentado se eleger presidente em 2016 (foto: EPA)
12:21, 16 NovCHISINAU ZLR

(ANSA) - A ex-primeira-ministra europeísta Maia Sandu, do Partido de Ação e Solidariedade, de centro-direita, venceu o segundo turno das eleições para presidente da Moldávia com 57% dos votos.

A candidata de 48 anos superou o atual chefe de Estado do país, Igor Dodon, considerado pró-Rússia e que obteve 44% da preferência. Ele está no cargo desde dezembro de 2016, após ter derrotado a própria Sandu, e é independente, mas já foi membro dos partidos Comunista e Socialista.

"A sua vitória é um claro apelo para combater a corrupção e restabelecer o respeito ao Estado de direito, que é o caminho para um futuro próspero. A UE está pronta para apoiar a Moldávia", disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em mensagem no Twitter para a mandatária eleita.

Já o presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou um telegrama de congratulações para Sandu. "Espero que seu trabalho como chefe de Estado promova o desenvolvimento construtivo das relações entre nossos países", disse o líder russo.

Ex-república soviética, a Moldávia fica na Europa Oriental, tradicional área de influência de Moscou. (ANSA) 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en