Canadá aprova vacina anti-Covid de Biontech e Pfizer

País receberá 249 mil doses já em dezembro de 2020

Vacina da Biontech/Pfizer já está sendo aplicada no Reino Unido
Vacina da Biontech/Pfizer já está sendo aplicada no Reino Unido (foto: EPA)
14:35, 09 DezWASHINGTON ZLR

(ANSA) - O Canadá se tornou nesta quarta-feira (9) o segundo país no mundo a aprovar o uso da vacina anti-Covid desenvolvida pela empresa alemã Biontech e pela multinacional americana Pfizer.

A decisão chega um dia depois de o Reino Unido ter iniciado a imunização de grupos de risco com o mesmo medicamento. Por meio de um comunicado, a agência canadense de saúde pública disse que uma revisão "independente" determinou que a vacina atinge os "requisitos de segurança, eficácia e qualidade".

"Graças aos avanços científicos e tecnológicos e a um nível sem precedentes de cooperação global, o Canadá alcançou hoje um marco histórico em sua luta contra a Covid-19", diz a nota. A agência ainda prometeu divulgar nas próximas semanas todos os dados que embasaram sua decisão.

"A indicação inicial é para uso em pessoas com mais de 16 anos. A Pfizer e a Biontech estão conduzindo estudos clínicos em crianças de todos os grupos etários, e a indicação pode ser revisada no futuro", acrescenta o comunicado.

O governo canadense já assegurou a compra de até 76 milhões de doses da vacina da Biontech/Pfizer, o que seria suficiente para proteger sua inteira população de quase 38 milhões de pessoas - a imunização é feita em duas doses. Desse total, 249 mil serão entregues ao país em dezembro de 2020.

Apesar de o número máximo previsto no contrato suprir suas necessidades internas, o Canadá também fechou a aquisição de até 20 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, até 72 milhões da Sanofi-GSK, até 38 milhões da Johnson & Johnson, até 76 milhões da Novavax, até 56 milhões da Moderna e até 76 milhões da Medicago. (ANSA)  

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA