Líder da UE quer iniciar vacinação nos 27 países no mesmo dia

Agência europeia deve se pronunciar sobre vacina em 21/12

Ursula von der Leyen em audiência no Parlamento Europeu
Ursula von der Leyen em audiência no Parlamento Europeu (foto: EPA)
08:59, 16 DezBRUXELAS ZLR

(ANSA) - A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, defendeu nesta quarta-feira (16) que os 27 Estados-membros do bloco iniciem no mesmo dia a vacinação contra o coronavírus Sars-CoV-2.

A ideia já tem o apoio de pelo menos sete integrantes da UE - Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Itália, Luxemburgo e Países Baixos - e da Suíça, que faz parte da Área Schengen. "Iniciemos o quanto antes e juntos a campanha de vacinação, nós 27, no mesmo dia", afirmou Von der Leyen em audiência no Parlamento Europeu.

A agência de medicamentos da União Europeia (EMA) já antecipou de 29 para 21 de dezembro a reunião para decidir sobre o parecer relativo à vacina anti-Covid da empresa alemã Biontech e da multinacional americana Pfizer, já em uso no Reino Unido, nos EUA e no Canadá.

A expectativa é de que a Comissão Europeia, poder Executivo da UE, aprove o registro do imunizante até dois dias depois do parecer da EMA, o que permitiria iniciar a vacinação no bloco ainda em dezembro ou nos primeiros dias de janeiro.

A UE já assegurou a compra de 200 milhões de doses da vacina da Biontech/Pfizer, mas pode aumentar essa cifra para 300 milhões.

Na última terça (15), os ministros da Saúde de Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Suíça já haviam anunciado a coordenação do lançamento de suas campanhas de imunização.

Na semana passada, no entanto, a chanceler alemã, Angela Merkel, tinha dito que achava difícil que os 27 países da UE começassem a vacinação no mesmo dia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA