Mais de 30 países já suspenderam voos do Reino Unido

Medida foi tomada após surgimento de nova cepa do coronavírus

Medida foi tomada após surgimento de nova cepa do coronavírus (foto: EPA)
18:40, 21 DezROMA ZCC

(ANSA) - Diversos países da Europa e de outros continentes impuseram nesta segunda-feira (21) restrições aos voos do Reino Unido, onde uma nova variante do coronavírus Sars-CoV-2, mais transmissível, foi encontrada.

Até agora, mais de 30 nações suspenderam os voos de e para o território britânico. A Itália, Alemanha, Países Baixos, Bélgica e França foram os primeiros a anunciarem o bloqueio no domingo (20).

A medida, porém, foi logo seguida por outros países, como Áustria, Suécia, Lituânia, Letônia, Estônia, Finlândia, Omã, Croácia, Macedônia, Polônia e República Tcheca, Dinamarca e Portugal.

Já Canadá, Romênia, Turquia, Bulgária, Índia, Arábia Saudita, Irã, Suíça, Kuwait, Irlanda, Noruega, Israel, Hong Kong, Argentina, El Salvador, Colômbia, Chile, Peru, África do Sul, Austrália, Jordânia e Marrocos também resolveram fechar suas fronteiras para voos do território britânico.

A Rússia, por sua vez, anunciou que vai suspender as viagens a partir desta terça-feira (22). O Brasil ainda não se manifestou.

Até agora, não se sabe se a variante é mais letal do que as anteriores, mas especialistas de saúde britânicos apontam que ela tem uma transmissão mais rápida do que as demais - até 70% mais veloz, de acordo com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson. Por conta disso, o governo britânico determinou um lockdown em Londres e no sudeste da Inglaterra.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que a mutação do Sars-CoV-2 "não está fora de controle" e descartou os impactos da variante sobre a produção de vacinas contra a doença. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA