Reino Unido condena 2 pessoas por morte de 39 migrantes em 2019

Vietnamitas morreram sufocados dentro de caminhão de carga

Corpos de vietnamitas foram encontrados dentro de caminhão em Essex
Corpos de vietnamitas foram encontrados dentro de caminhão em Essex (foto: EPA)
13:25, 21 DezSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - Um tribunal de Londres condenou duas pessoas nesta segunda-feira (21) pela morte de 39 migrantes vietnamitas encontrados sem vida dentro de um caminhão de carga no condado de Essex, sudeste do Reino Unido, em outubro do ano passado.

O caminhoneiro Eamonn Harrison, 24 anos, e o organizador da travessia ilegal, Gheorghe Nica, 43, foram considerados culpados por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e tráfico de pessoas, segundo informaram a "Sky News" e a "AFP".

Além dos dois, Christopher Kennedy, 24, e Valentin Calota, 38, também foram considerados culpados por ajudarem no tráfico ilegal de pessoas. As sentenças devem ser anunciadas no próximo mês.

Outras duas pessoas, o motorista do caminhão, Maurice Robinson, 26, que encontrou os corpos e chamou a polícia, e o dono da empresa de transporte, Ronan Haughes, 41, já haviam sido condenados por homicídio culposo e por ajudar no tráfico ilegal.

Segundo a Justiça, os vietnamitas embarcaram no norte da França antes do caminhão seguir para Zeebrugge, na Bélgica, onde o caminhão foi carregado com destino à Purfleet, no Reino Unido. O contêiner chegou ter uma temperatura interna de 38,5ºC.

Cada um dos 39 estrangeiros pagou cerca de 13 mil euros para entrar ilegalmente em território britânico.

Os corpos foram encontrados no dia 23 de outubro, sendo que o caminhão havia chegado em Purfleet em 19 do mesmo mês. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA