Kim Jong-un é 'eleito' líder do Partido dos Trabalhadores

Escolha foi feita por unanimidade, segundo emissora estatal

Kim Jong-un liderará Partido dos Trabalhadores novamente
Kim Jong-un liderará Partido dos Trabalhadores novamente (foto: EPA)
15:05, 11 JanPEQUIM ZGT

(ANSA) - O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, foi "eleito por unanimidade" como secretário-geral do Partido dos Trabalhadores neste domingo (10), informou a emissora estatal "KCNA". Atualmente, o ditador era presidente da sigla.

A função de secretário-geral havia sido excluída por decisão do próprio Kim em 2016, sendo que o antecessor na função era seu pai, Kim Jong-il. Naquele ano, foi criado o posto de presidente.

No entanto, durante as reuniões deste ano, o Partido voltou a ter a configuração que tinha na época do governo de Kim Jong-il.

A única surpresa sobre a votação é que a irmã do atual ditador, Kim Yo-jong, apontada como possível sucessora do irmão no poder, foi excluída da lista de suplentes do secretariado.

Segundo a "KCNA", "todos os delegados expressaram total apoio a Kim" e finalizaram o oitavo congresso do Partido ovacionando o líder do país. Por conta de seu total isolamento, as informações sobre o governo de Pyongyang só são divulgadas através de mídia oficial.

A China, principal aliada da Coreia do Norte, parabenizou Kim Jong-un pela "eleição". A nota de felicitação, conforme informou a agência Xinhua, foi assinada pelo presidente do país, Xi Jinping, e em nome do Partido Comunista Chinês. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA