Após ameaça a Trump, Twitter suspende conta de líder iraniano

Ali Khamenei jurou vingança contra o ex-presidente dos EUA

O guia supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei
O guia supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei (foto: EPA)
14:56, 22 JanROMA ZLR

(ANSA) - O Twitter suspendeu uma das contas do guia supremo do Irã, Ali Khamenei, que havia publicado uma ameaça contra o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

O perfil @Khamenei_site, que fazia postagens em farsi, aparece com o status de "conta suspensa" por ter violado as regras da rede social.

Horas antes, a página havia postado uma foto que mostrava um homem semelhante a Trump jogando golfe e sob a sombra de um avião ou drone. A imagem era acompanhada da mensagem: "A vingança é inevitável. Aquele que ordenou o assassinato de Soleimani deve sofrer a vingança".

Militar mais poderoso do Irã, Qassem Soleimani foi morto em janeiro do ano passado, em um bombardeio ordenado por Trump em Bagdá, capital do Iraque. O general liderava a Força Quds, unidade especial do Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica.

O próprio Trump foi excluído do Twitter por incitação à violência em 8 de janeiro, após a invasão do Congresso por seus apoiadores. (ANSA)
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA