OMS visita mercado de Wuhan que seria 'marco zero' de pandemia

Equipe da entidade investiga origens do coronavírus Sars-CoV-2

Covid: Cina, esperti Oms visitano il mercato di Wuhan
Covid: Cina, esperti Oms visitano il mercato di Wuhan (foto: Hector Retamal/AFP)
10:26, 31 JanWUHAN ZLR

(ANSA) - A equipe da Organização Mundial da Saúde (OMS) que investiga as origens da pandemia do novo coronavírus visitou neste domingo (31) o mercado de Wuhan, na China central, onde o Sars-CoV-2 teria feito o salto de espécie para o ser humano.

O local era especializado em frutos do mar e vendia animais selvagens vivos, porém está fechado desde janeiro de 2020 por causa da disseminação do coronavírus. A suspeita mais forte até hoje é de que o Sars-CoV-2 tenha surgido em morcegos e feito o salto de espécie por meio de um animal intermediário consumido por seres humanos.

Jornalistas que estavam na entrada do mercado foram afastados pela segurança. A equipe da OMS desembarcou em Wuhan em 14 de janeiro e, após duas semanas de quarentena, iniciou seu trabalho de campo na última sexta-feira (29).

O grupo ainda visitará o Instituto de Virologia da cidade, dotado de laboratórios de alta segurança e especializado em coronavírus. A missão é monitorada de perto pelo governo da China, que diz que a investigação não é contra o país, mas sim tem o objetivo de desvendar como o Sars-CoV-2 chegou ao ser humano.

A China é criticada no exterior por ter tentado minimizar o perigo da pandemia em seu início e acusada de ter ocultado dados da comunidade internacional. Em um ano, o novo coronavírus já infectou mais de 100 milhões de pessoas e matou cerca de 2,2 milhões, além de ter derrubado a economia global. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA