Mundo passa da marca de 3 milhões de mortes por Covid-19

Foram mais de 1 milhão de mortes em apenas 92 dias

Mortes no mundo vêm acelerando desde setembro do ano passado
Mortes no mundo vêm acelerando desde setembro do ano passado (foto: EPA)
09:58, 17 AbrSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O mundo passou neste sábado (17) da marca de três milhões de mortes confirmadas pela Covid-19, informou o portal da Universidade Johns Hopkins, que compila os números de todas as nações.

Em números absolutos, os Estados Unidos são os que mais registram falecimentos, com 566.238, seguidos pelo Brasil (368.749), México (211.693), Índia (175.649) e Reino Unido (127.472).

Quando analisadas as taxas de mortalidade, o cenário é diferente. A República Tcheca aparece em primeiro com 265,4 a cada 100 mil pessoas. Na sequência, aparecem San Marino (256,94), Hungria (253,45) e Bósnia e Herzegovina (235,93). O Brasil aparece na 14ª posição, com 174,72 mortes a cada 100 mil.

A primeira morte por coronavírus Sars-CoV-2 ocorreu, oficialmente, no dia 9 de janeiro de 2020 na China.

O mundo chegou à marca de 1 milhão de vítimas em 28 de setembro daquele ano e é possível perceber o quanto a doença acelerou a partir de então - no que foi chamado de segunda onda na Europa e nos EUA.

A marca de 2 milhões foi atingida em menos da metade do tempo, em 15 de janeiro de 2021. E agora, 92 dias depois, são 3 milhões de vítimas. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA