Temas globais não podem ser decididos por poucos, diz Xi Jinping

Presidente abriu reunião com mais de 20 líderes asiáticos

Xi Jinping vem realizando reuniões com diversos presidentes para reforçar postura de liderança
Xi Jinping vem realizando reuniões com diversos presidentes para reforçar postura de liderança (foto: EPA)
08:12, 20 AbrROMA ZGT

(ANSA) - O presidente chinês, Xi Jinping, voltou a defender o multilateralismo no cenário mundial durante a abertura do Fórum Boao para a Ásia nesta terça-feira (20). O evento reúne 25 países asiáticos e a Austrália e visa fazer debates em alto nível econômico para toda a região.

"As questões globais não podem ser decididas por apenas alguns poucos países. Não há lugar para o unilateralismo ou uma hegemonia. O mundo quer justiça, não hegemonia", disse no início de seu discurso convidando os presentes a renunciarem à "mentalidade da Guerra Fria".

Sem citar nomes, Xi ainda criticou as nações que querem "intrometer-se nos assuntos internos dos outros" e disse que não apoiará esse tipo de ação. Nos últimos meses, Pequim vem sofrendo com sanções e ataques públicos de países ocidentais, especialmente, por conta de relatórios que apontam uma série de violações direitos humanos do governo contra a minoria muçulmana uigur na província de Xinjiang.

Ainda durante o discurso, o presidente chinês voltou a dizer que seu governo continuará a ampliar a colaboração sanitária com diversas organizações mundiais e também com países para ajudar a "proteger a vida e a saúde das pessoas" em todo o mundo.

O chefe de Estado chinês vem usando diversos espaços internacionais para tentar liderar debates importantes, como o combate à pandemia de Covid-19 e também às mudanças climáticas.

A partir desta quinta-feira (22), por exemplo, Xi estará na cúpula virtual convocada por Joe Biden para discutir o clima e as metas mundiais.

Por isso, desde a semana passada, o líder chinês está se reunindo com grandes potências, como Alemanha e França, para fazer a articulação sobre o tema. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA