Rússia expulsa diplomatas de Países Bálticos e Eslováquia

Medida é represália a ação semelhante tomada por esses 4 países

Fronteira entre a Lituânia e o enclave russo de Kaliningrado
Fronteira entre a Lituânia e o enclave russo de Kaliningrado (foto: EPA)
11:10, 28 AbrMOSCOU ZLR

(ANSA) - A Rússia anunciou nesta quarta-feira (28) a expulsão de três diplomatas da Eslováquia, dois da Lituânia, um da Letônia e um da Estônia em retaliação a medidas análogas tomadas por esses quatro países na semana passada.

Os sete diplomatas foram declarados como "personae non gratae" (plural do termo em latim "persona non grata") e têm uma semana para deixar o território russo.

Na semana passada, os Países Bálticos e a Eslováquia haviam anunciado a expulsão de diplomatas da Rússia em solidariedade à República Tcheca, que acusa os serviços secretos de Moscou de terem organizado uma explosão que matou duas pessoas em um depósito de munições em 2014.

Em função disso, Praga já expulsou 18 diplomatas da Rússia, que impôs a mesma medida para 20 representantes tchecos. Segundo o Ministério das Relações Exteriores russo, os Países Bálticos promovem uma "política abertamente hostil" contra Moscou, enquanto a Eslováquia "mostra falsa solidariedade à República Tcheca em sua campanha provocatória contra a Rússia".

Hoje integrantes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e da União Europeia, Estônia, Letônia, Lituânia e Eslováquia faziam parte do bloco comunista na Europa durante a Guerra Fria, sendo que os Países Bálticos têm fronteiras com o território russo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA