Foguete chinês deve cair na Terra neste final de semana

Astrofísico italiano tirou 1ª fotografia do 'Long March 5B'

Imagem do foguete chinês capturada por Gianluca Masi
Imagem do foguete chinês capturada por Gianluca Masi (foto: Ansa)
08:23, 07 MaiROMA ZRS

(ANSA) - O foguete chinês "Long March 5B", que levou o primeiro módulo da estação espacial do país asiático, está sem nenhum controle e deve cair na Terra neste final de semana.

Os destroços do foguete fazem parte do primeiro estágio, que tem por volta de 30 metros de comprimento e quase 200 toneladas.

Apesar de saber que o foguete está caindo descontroladamente, ainda não há informações sobre o local exato da queda. O site especializado Aerospace apontou que os detritos poderão voltar para a Terra no sábado (8), na região oeste dos Estados Unidos.

Já os dados levantados pelo Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (Norad) e fornecidos pelo site "Space-Track.org", indicam que o foguete poderá cair no domingo (9).

O astrofísico italiano Gianluca Masi, um dos líderes do projeto Telescópio Virtual, conseguiu tirar a primeira foto do "Long March 5B". A imagem foi obtida graças a um dos telescópios robóticos instalados em Ceccano, na província de Frosinone.

"O instrumento apontou o foguete e o perseguiu entre as estrelas, enquanto se movia com muita rapidez. É um entulho gigante, mas é improvável que cause graves danos", declarou Masi.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, informou nesta sexta-feira (7) que as chances dos destroços do foguete causarem algum grave dano na Terra são "extremamente baixas".

O "Long March 5B", que continha o módulo central "Tianhe", foi lançado de Wenchang, na província de Hainan, no dia 29 de abril.

A estrutura levada pelo foguete será o centro de controle da Estação Espacial Chinesa, prevista para entrar em funcionamento em 2022. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA