Atentado em frente a escola em Cabul mata ao menos 30

Presidente culpou Talibã, que nega envolvimento

Atendimento a jovem ferida em atentado em Cabul, no Afeganistão
Atendimento a jovem ferida em atentado em Cabul, no Afeganistão (foto: ANSA)
15:14, 08 MaiCABUL ZLR

(ANSA) - Uma explosão em frente a uma escola feminina em Cabul, capital do Afeganistão, deixou pelo menos 30 mortos e mais de 50 feridos neste sábado (8).

O atentado ocorreu no distrito de Dasht-e-Barchi, habitado pela comunidade xiita Hazara e alvo frequente de terroristas sunitas. "Pelo menos 30 pessoas morreram e 52 ficaram feridas", disse o porta-voz do Ministério do Interior, Tareq Arian.

Segundo testemunhas, a maior parte das vítimas eram adolescentes que haviam acabado de sair da escola. Nenhuma organização reivindicou o atentado, mas o presidente Ashraf Ghani culpa o grupo fundamentalista Talibã, que nega envolvimento.

A explosão acontece em meio ao processo de retirada das tropas dos EUA e da Otan do Afeganistão e às negociações de paz entre o governo local e o Talibã - uma conferência internacional deve acontecer ainda neste mês, em Istambul, na Turquia.

A previsão é de que a retirada das tropas estrangeiras termine em 11 de setembro, data do aniversário de 20 anos dos atentados contra as Torres Gêmeas e o Pentágono, que desencadearam a invasão americana no Afeganistão. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA