Naufrágio na Tunísia deixa 50 migrantes desaparecidos

Embarcação tinha cerca de 90 pessoas e teria saído da Líbia

Ao menos 33 migrantes foram resgatados com vida
Ao menos 33 migrantes foram resgatados com vida (foto: Ansa)
10:28, 18 MaiROMA ZRS

(ANSA) - A Organização Internacional para as Migrações (OIM) informou nesta terça-feira (18) que um naufrágio na costa da Tunísia deixou 50 migrantes desaparecidos.

O porta-voz da entidade, Flavio Di Giacomo, afirmou nas redes sociais que a embarcação partiu no domingo (16) de Zwara, na Líbia.
Ainda segundo a OIM, pelo menos 33 pessoas sobreviveram ao naufrágio, todas elas naturais de Bangladesh.

No total, 90 migrantes estavam no barco, mas não há informações se todas eram de Bangladesh ou se havia também pessoas de outras nacionalidades.

Mohamed Zikri, porta-voz do Ministério da Defesa da Tunísia, disse que os sobreviventes do naufrágio foram resgatados após se agarrarem e uma plataforma de petróleo.

Os resgates foram realizados pelas autoridades tunisianas, que já salvaram ontem (17) 113 migrantes na costa da ilha de Djerba.

A Líbia é uma importante porta de entrada para os migrantes com destino à Europa, que geralmente embarcam em navios improvisados para a perigosa travessia. A OIM informou recentemente que ao menos 500 pessoas morreram afogadas neste ano tentando atravessar a rota do Mediterrâneo Central. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA