Poder Executivo da UE propõe liberar vacinados de quarentena

Bloco discute implantação de passaporte sanitário anti-Covid

Movimentação no Aeroporto de Lisboa, em Portugal
Movimentação no Aeroporto de Lisboa, em Portugal (foto: EPA)
16:17, 31 MaiBRUXELAS ZLR

(ANSA) - A Comissão Europeia propôs nesta segunda-feira (31) o fim da quarentena e da exigência de testes para pessoas completamente vacinadas contra a Covid-19.

A medida foi apresentada pelo comissário de Justiça da União Europeia, Didier Reynders, como parte de uma iniciativa do bloco para coordenar as restrições à livre circulação nos Estados-membros.

De acordo com o projeto, as pessoas "completamente vacinadas, em posse de documentos em linha com o certificado digital anti-Covid da União Europeia, devem ser isentas de testes de viagem ou de quarentena", mas apenas "14 dias depois de terem recebido a última dose" da vacina.

"Isso também deve beneficiar pessoas curadas que tenham recebido uma única dose", diz a proposta. A UE discute atualmente os parâmetros de seu certificado de viagem que vai permitir a entrada no bloco de pessoas vacinadas, curadas ou testadas para a Covid-19.

O projeto deve ser chancelado pelos líderes dos Estados-membros no mês de junho, mas ainda não se sabe quais vacinas serão aceitas pela UE. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA