Homem é condenado a 18 meses por agredir Macron

Apenas quatro meses serão cumpridos em regime fechado

Emmanuel Macron minimizou o incidente e disse sentir clima de otimismo na França
Emmanuel Macron minimizou o incidente e disse sentir clima de otimismo na França (foto: EPA)
13:12, 10 JunPARIS ZLR

(ANSA) - Um tribunal da França condenou nesta quinta-feira (10) Damien Tarel, 28 anos, a 18 meses de prisão por ter dado um tapa na cara do presidente Emmanuel Macron na última terça (8).

A sentença prevê quatro meses em regime fechado e 14 em liberdade condicional.

Durante o julgamento, Tarel, que é entusiasta de temas medievais, disse que o chefe de Estado "representa muito bem a decadência do país", mas admitiu ter feito um gesto "impulsivo".

"Não gostamos de mentiras na cavalaria", declarou Tarel, que não é cavaleiro. Segundo o réu, ele queria fazer alguma coisa "clamorosa", porém o tapa foi "muito violento".

"Como posso explicar? Foi a surpresa de vê-lo vindo na minha direção", acrescentou Tarel, contando que tinha pensado em jogar um ovo ou uma torta contra Macron.

O presidente, por sua vez, disse nesta quinta-feira que o país não enfrenta uma situação de tensão como durante a crise dos coletes amarelos e que o clima é de "otimismo".

"O que eu sinto no país é uma vontade de retomar a vida, de dinamismo. Não vamos dar mais atenção a esse gesto imbecil e violento do que ele merece", declarou o mandatário à BFMTV. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA