Mais 140 estudantes são raptados no noroeste da Nigéria

Adolescentes estudavam em colégio cristão em Kaduna

Rapto de estudantes vem se tornando frequentes na Nigéria. Na foto, grupo libertado em dezembro de 2020
Rapto de estudantes vem se tornando frequentes na Nigéria. Na foto, grupo libertado em dezembro de 2020 (foto: EPA)
13:19, 05 JulKADUNA ZGT

(ANSA) - Um grupo de homens armados raptou cerca de 140 estudantes do Colégio Batista Bethel, em Chikun, no estado de Kaduna, no noroeste da Nigéria, na madrugada desta segunda-feira (5).

Segundo um representante da escola, Emmanuel Paul, cerca de 25 adolescentes conseguiram fugir e voltaram para a instituição que, além de ensino, oferece hospedagem e alimentação. A ação ocorreu enquanto os jovens dormiam e a polícia confirmou o rapto, mas não informou o número de desaparecidos.

Esse é mais um da série de sequestros do tipo que ocorrem na Nigéria desde 2014 e que vem se intensificando nos últimos meses. Conforme os dados do próprio governo, cerca de mil crianças e adolescentes foram raptados - mas a maioria já foi liberada.

Os grupos criminosos, incluindo algumas organizações com fins terroristas, fazem os sequestros como forma de arrecadar dinheiro, pois cobram volumosas recompensas dos familiares e de autoridades para liberar os estudantes.

O ataque no colégio ocorreu menos de 24 horas depois de um sequestro de oito pessoas, incluindo três crianças, de um centro médico local. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA