Stefan Lofven reassume como primeiro-ministro da Suécia

Premiê havia renunciado ao cargo após ser alvo de moção

Premiê havia renunciado ao cargo após ser alvo de moção
Premiê havia renunciado ao cargo após ser alvo de moção (foto: EPA)
19:23, 07 JulROMA ZCC

(ANSA) - O primeiro-ministro da Suécia, Stefan Lofven, que renunciou ao cargo no último dia 28 de junho, foi eleito nesta quarta-feira (7) para reassumir como chefe de governo, em uma votação parlamentar que encerra momentaneamente a crise política que abalou o país nas últimas semanas.

Sua candidatura foi aprovada por não ter uma maioria absoluta contrária, ou seja, 173 dos 349 parlamentares votaram contra o retorno de Lofven, número abaixo dos 175 necessários para vetar sua eleição. Ao todo, o premiê sueco recebeu 116 votos favoráveis e 60 abstenções.

O líder político havia renunciado após sofrer uma derrota no Parlamento e ser alvo de uma moção de censura. Lofven foi derrubado ao perder o apoio do Partido de Esquerda, que fazia parte de sua base eleitoral, depois de se negar a prorrogar um benefício que mantinha uma forte regulamentação nos preços dos aluguéis por conta da pandemia de Covid-19.

Com isso, a sigla de extrema-direita Democratas viu a oportunidade de colocar na pauta uma moção de desconfiança, principalmente porque a imagem do governo já estava bastante desgastada por conta da política sanitária adotada na crise.

A Suécia é o país nórdico com o maior índice de mortalidade por coronavírus Sars-CoV-2 e o próprio rei Carl XVI Gustaf reconheceu que a nação "falhou" na pandemia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA