Ex-presidente do Afeganistão está nos Emirados Árabes Unidos

Ghani fugiu do país horas antes de o Talibã tomar Cabul

Ashraf Ghani fugiu do país horas antes do Talibã tomar poder em Cabul
Ashraf Ghani fugiu do país horas antes do Talibã tomar poder em Cabul (foto: EPA)
12:22, 18 AgoROMA ZGT

(ANSA) - O ex-presidente do Afeganistão Ashraf Ghani está nos Emirados Árabes Unidos, confirmou o Ministério das Relações Exteriores do país nesta quarta-feira (18). O político fugiu de Cabul poucas horas antes do grupo fundamentalista Talibã retomar o poder após 20 anos.

"O Ministério das Relações Exteriores e da Cooperação Internacional dos Emirados Árabes Unidos pode confirmar que acolheu o presidente Ashraf Ghani e sua família no país por motivos humanitários", diz a curta nota oficial.

Ghani fugiu do palácio presidencial no início do domingo e seu paradeiro era desconhecido desde então. Rumores apontavam que ele teria fugido para o Tajiquistão, mas o governo nacional negou rapidamente a informação.

Logo após a fuga, o então presidente afirmou que abandou o país "para evitar um banho de sangue" onde "incontáveis compatriotas seriam martirizados, e a cidade de Cabul seria destruída". Com a saída do presidente, o Talibã entrou na capital do país sem resistência nenhuma.

Desde então, o grupo fundamentalista adotou um tom "moderado", dizendo querer respeitar direitos humanos sob a lei islâmica (sharia) para não ter "problemas com a comunidade internacional" e anunciando uma anistia geral porque "não quer inimigos nem externos, nem internos".

No entanto, há temores de que os talibãs voltem a implementar um rígido sistema de controle do emirado islâmico, como tinham antes da invasão dos Estados Unidos em 2001, e que submetia, especialmente, as mulheres a regras que as impediam até de sair de casa sozinhas. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA