Rússia registra 820 mortes por Covid-19 e bate recorde

País enfrenta problemas na campanha de vacinação

A quantidade de novos casos de Covid na Rússia somaram 19.630
A quantidade de novos casos de Covid na Rússia somaram 19.630 (foto: EPA)
11:27, 26 AgoMOSCOU ZGT

(ANSA) - A Rússia voltou a bater seu recorde de mortes por Covid-19 nesta quinta-feira (26), conforme dados do centro de crise da pandemia republicados pela agência estatal Interfax. Foram 820 óbitos em 24 horas, uma a mais do que o maior número contabilizado até agora, em 14 de agosto.

Durante todo o mês de agosto a quantidade de vítimas da pandemia já é a maior de toda a crise sanitária, com média de 819 falecimentos diários. A quantidade de novos casos somaram 19.630.

De acordo com dados do centro de crise, a Rússia contabiliza 6.824.540 contaminações e 179.243 mortes. Os números russos na pandemia são muito diferentes considerando a fonte pesquisada.

A Universidade Johns Hopkins, que monitora as informações sobre a crise sanitária em todo o mundo, aponta que o país registra 6.728.699 casos e 176.127 vítimas. Já a agência russa de estatísticas, a Rosstat, informa que até o fim de junho mais de 300 mil cidadãos morreram por causa do coronavírus Sars-CoV-2.

A pandemia continua com números altíssimos no país, especialmente na questão das mortes, por conta da baixa adesão da população à vacinação.

Apesar de ser o primeiro país do mundo a aprovar um imunizante anti-Covid e ter três fórmulas sendo usadas, a Rússia tem apenas 29,3% dos cidadãos em processo de imunização, de acordo com dados do portal Our World in Data. Desses, 24,1% estão totalmente protegidos e 5,2% iniciaram o processo. (ANSA).

   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA