EUA vão liberar turistas totalmente vacinados em novembro

Governo ainda vai informar quais imunizantes serão aceitos

Passageiros no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York
Passageiros no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York (foto: ANSA)
13:22, 20 SetNOVA YORK ZLR

(ANSA) - A partir de novembro, os Estados Unidos vão permitir a entrada de turistas internacionais que já tenham sido completamente vacinados contra a Covid-19.

Segundo o coordenador da Casa Branca para a resposta contra a pandemia, Jeffrey Zients, viajantes estrangeiros precisarão mostrar um comprovante de imunização antes de embarcar em um voo para os EUA.

Além disso, será necessário apresentar resultado negativo em exame para Covid-19 realizado no máximo três dias antes da viagem. Já cidadãos americanos não vacinados terão de passar por testes um dia antes do embarque e logo após a chegada.

O governo dos EUA, no entanto, ainda não informou quais vacinas serão aceitas pelas autoridades sanitárias - até o momento, o país utiliza apenas os imunizantes da Biontech/Pfizer, da Janssen e da Moderna.

De acordo com Zients, a definição de "completamente vacinados" será fornecida pelo Centro de Controle de Doenças (CDC).

Atualmente, os EUA proíbem a entrada de estrangeiros que tenham transitado por países como Brasil, Reino Unido ou os Estados-membros da União Europeia nos 14 dias anteriores à chegada. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA