Biden recebe dose de reforço de vacina anti-Covid nos EUA

Presidente americano tomou dose da Pfizer

Presidente americano tomou dose de reforço da Pfizer
Presidente americano tomou dose de reforço da Pfizer (foto: EPA)
17:01, 27 SetNOVA YORK ZCC

(ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, recebeu na tarde desta segunda-feira (27) uma dose de reforço da vacina contra o novo coronavírus Sars-CoV-2.

O democrata, de 78 anos, falou com jornalistas enquanto era vacinado em um auditório da Casa Branca, residência oficial e sede do governo americano.

"Vamos fazer a nossa parte", disse Biden ao ser questionado sobre o acesso a vacinas por países mais pobres.

Segundo o líder americano, a terceira dose da vacina da Pfizer é "segura e eficaz" e foi aprovada pelas autoridades de saúde dos EUA para idosos maiores de 65 anos, trabalhadores das categorias mais expostas à Covid e adultos com comorbidades.

Com a imunização, Biden passa a integrar a lista de líderes globais que já receberam a terceira dose da vacina anti-Covid.

"Não senti nenhum efeito colateral ao receber a primeira ou a segunda dose", disse o democrata, observando que a primeira-dama, Jill Biden, também receberá a terceira dose.

A aplicação da dose de reforço foi aprovada na última sexta-feira (24) pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) e prevê a imunização extra para americanos com 65 anos ou mais e adultos com fatores de risco para desenvolver a forma grave da doença.

"Os reforços são necessários, mas a coisa mais importante é vacinar mais pessoas", enfatizou Biden, acrescentando que a maioria dos americanos está "fazendo a coisa certa" e tomando a vacina, mas uma minoria está causando "muitos danos para o resto do país". (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA