Lava de vulcão nas Ilhas Canárias chega ao Oceano Atlântico

Especialistas temem os gases tóxicos produzidos pelo contato

Fumaça ocasionada pela erupção do vulcão
Fumaça ocasionada pela erupção do vulcão (foto: EPA)
09:55, 29 SetMADRID ZRS

(ANSA) - A lava expelida pelo vulcão Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias, chegou nesta última terça-feira (28) no Oceano Atlântico, aumentando os riscos para a população local por conta da emissão de gases tóxicos.

Diversas emissoras locais mostraram imagens de um rio de lava tendo contato com a água e formando uma enorme nuvem de fumaça. Segundo o Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan), a lava chegou ao mar em Playa Nueva.

Os especialistas temem que o fenômeno possa causar explosões, ondas de água fervente e até nuvens tóxicas, que estão se dissipando rapidamente, de acordo com as primeiras observações.

As autoridades locais explicaram que os gases formados "não representam um perigo para a população" se as medidas de segurança forem cumpridas corretamente. Os habitantes da área onde o fenômeno está ocorrendo foram evacuados há dias ou obrigados a permanecer isolados em casa com as portas e janelas fechadas.

Eugenio Fraile, pesquisador do Instituto Espanhol de Oceanografia, frisou em uma entrevista à "TVE" que os gases "estão se dispersando normalmente" e afetam uma área "muito pequena". O governo de La Palma, no entanto, divulgou uma nota dizendo que a erupção "não teve impacto na qualidade do ar".

O instituto também fez um alerta para o "impressionante" sedimento de mais de 50 metros de altura que vem sendo formado pela lava do vulcão.

A erupção do Cumbre Vieja destruiu pelo menos 656 edifícios pelo seu caminho, segundo dados do sistema europeu Copernicus.(ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA