Ex-secretária nazista que tentou fugir é julgada na Alemanha

Irmgard Furchner compareceu ao tribunal, mas ficou em silêncio

Tribunal na Alemanha onde Irmgard Furchner foi julgada
Tribunal na Alemanha onde Irmgard Furchner foi julgada (foto: Ansa)
12:17, 19 OutROMA ZRS

(ANSA) - O julgamento de Irmgard Furchner, uma ex-secretária do campo de concentração nazista de Stutthof, na atual Polônia, começou nesta terça-feira (19) na Alemanha. A acusada, de 96 anos de idade, permaneceu em silêncio durante o processo.

A idosa havia fugido de táxi do asilo onde morava, em Quickborn, poucas horas antes do início do seu julgamento, que a acusa de cumplicidade no assassinato de cerca de 11 mil pessoas, entre os anos de 1943 e 1945.

Em virtude da tentativa de fuga da alemã, o julgamento precisou ser adiado e as acusações não puderam ser lidas até que Furchner estivesse presente no tribunal.

Furchner foi levada para a sala do tribunal em uma cadeira de rodas e seu rosto não era muito visível, já que ela estava usando uma máscara branca, óculos escuros e um lenço na cabeça.

A mulher foi datilógrafa e secretária do comandante do campo de concentração, Paul Werner Hoppe, onde prestou ajuda no homicídio sistemático dos prisioneiros. No total, cerca de 65 mil pessoas faleceram em Stutthof durante o regime nazista, incluindo judeus e soldados poloneses e soviéticos.

Na época, Furchner tinha entre 18 e 20 anos e seu julgamento, atualmente, é o primeiro de uma mulher em décadas na Alemanha.(ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA