FBI prende líder de grupo de extrema-direita por conspiração

Rhodes, do Oath Keepers, foi um dos invasores do Capitólio em 21

Líder de extrema-direita é apontado como um dos organizadores da invasão do Capitólio
Líder de extrema-direita é apontado como um dos organizadores da invasão do Capitólio (foto: EPA)
18:58, 13 JanWASHINGTON ZGT

(ANSA) - O líder e um dos fundadores do grupo de extrema-direita Oath Keepers, Stewart Rhodes, foi preso pelo FBI nesta quinta-feira (13) e acusado de conspiração por ter organizado o protesto que terminou com a invasão do Capitólio em 6 de janeiro de 2021, informou o "The New York Times".

Segundo a investigação, Rhodes foi um dos que incentivaram a invasão do prédio federal, trocando mensagens por aplicativos com diversos membros do grupo que entraram no Capitólio. No entanto, não há evidência de que ele tenha invadido o local, apenas incitado os aliados a cometer o ato.

Em uma entrevista no ano passado para o "NYT", Rhodes lamentou que membros do grupo invadiram o prédio e disse que nunca deu ordens para tal ataque. No entanto, nesse mais de um ano de investigações, quatro membros da organização confessaram que os participantes tinham como meta invadir o local e impedir que o Congresso confirmasse a vitória eleitoral de Joe Biden.

Ao lado da Proud Boys, o Oath Keepers é um dos grupos de extrema-direita mais conhecidos do país e um dos responsáveis pelo ataque ao Capitólio, em ato que deixou cinco mortos. Os manifestantes foram ao local após um discurso inflamado do então presidente, Donald Trump, de que houve "fraude" nas eleições.

Big techs

A comissão do Congresso dos Estados Unidos que investiga a invasão ao Capitólio emitiu uma ordem de comparecimento para os responsáveis de todas as principais empresas de tecnologia e redes sociais.

Com isso, Facebook, Twitter, Reddit e Alphabet (holding que controla o Google e o YouTube) terão que depor por não fornecerem documentos solicitados em agosto de 2021.(ANSA). 
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA