Áustria volta atrás e reimpõe uso de máscaras em locais fechados

Ministro reconheceu que reaberturas 'foram prematuras'

Áustria volta a exigir uso de máscaras PFF2 em locais fechados
Áustria volta a exigir uso de máscaras PFF2 em locais fechados (foto: EPA)
15:38, 18 MarBOLZANO ZGT

(ANSA) - A Áustria anunciou nesta sexta-feira (18) que vai voltar a obrigar o uso de máscaras de proteção do tipo FFP2 (PFF2 no Brasil ou N95) para todos os locais fechados.

Segundo o ministro da Saúde, Johannes Rauch, a regra contra a disseminação da Covid-19 valerá já a partir da próxima semana.

O uso de máscaras nas escolas e universidades ainda não foi definido, mas será tema de debate "nos próximos dias" em uma reunião com o ministro da Educação, Martin Polaschek.

"As reaberturas foram prematuras", reconheceu Rauch ao falar que o país voltou a enfrentar uma sobrecarga no sistema de saúde por conta da doença.

Desde o dia 5 de março, as cidades do país poderiam exigir que os cidadãos usassem máscaras apenas em supermercados, farmácias e transportes públicos. A capital do país, Viena, porém, não tinha ainda retirado a obrigatoriedade.

Além disso, o governo austríaco voltou a aconselhar as empresas a adotarem o trabalho remoto sempre que possível e anunciou a retomada da campanha nacional de vacinação, que estagnou após a Áustria retirar a obrigatoriedade.

O número de casos no país aumenta semanalmente - hoje são 3.533 a cada 100 mil habitantes - e, por conta da sobrecarga no sistema de saúde, o Ministério da Saúde liberou que profissionais que se contaminaram voltem a trabalhar depois de cinco dias de quarentena e 48 horas sem sintomas se quiserem. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA