Pentágono cobra Rússia sobre cessar-fogo na Ucrânia

Lloyd Austin conversou por telefone com ministro de Moscou

Militares russos no porto de Mariupol, sul da Ucrânia
Militares russos no porto de Mariupol, sul da Ucrânia (foto: EPA)
14:32, 13 MaiSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, cobrou nesta sexta-feira (13) a instituição de um "cessar-fogo imediato" na Ucrânia e instou a Rússia a manter abertos os canais de comunicação com Kiev.

O chefe do Pentágono conversou por telefone com o ministro da Defesa russo, Sergey Shoigu, no primeiro contato direto entre eles desde 18 de fevereiro, seis dias antes da invasão à Ucrânia.

"O secretário Austin pediu um cessar-fogo imediato na Ucrânia e enfatizou a importância de manter linhas de comunicação", diz um comunicado do Departamento de Defesa, sem dar maiores detalhes sobre o conteúdo da conversa.

O telefonema aconteceu em meio à ofensiva russa para conquistar o Donbass, território do leste da Ucrânia onde ficam as regiões separatistas de Donetsk e Lugansk.

Em entrevista a um canal italiano na última quinta (12), o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse estar pronto para se reunir com o mandatário da Rússia, Vladimir Putin, mas o Kremlin afirmou nesta sexta que é "impossível" organizar uma reunião bilateral neste momento.

As negociações para um cessar-fogo estão travadas desde o fim de março, quando a Ucrânia se comprometeu a não ingressar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), mas com a condição de que tivesse caminho livre para entrar na União Europeia e garantias de segurança por parte de potências internacionais.

Os dois países, no entanto, ainda não avançaram nas conversas sobre o destino da península da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014, e do Donbass. Moscou exige o reconhecimento da soberania de Donetsk e Lugansk e da anexação da Crimeia, mas a Ucrânia defende a manutenção de sua integridade territorial. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA