Executivo da UE dá parecer positivo à entrada da Croácia no euro

País é membro da União Europeia desde 2013

Croácia vai se juntar à eurozona 10 anos após sua entrada na UE
Croácia vai se juntar à eurozona 10 anos após sua entrada na UE (foto: EPA)
14:59, 01 JunBRUXELAS ZLR

(ANSA) - O poder Executivo da União Europeu deu nesta quarta-feira (1º) parecer favorável à entrada da Croácia na zona do euro em 1º de janeiro de 2023.

Com isso, o país balcânico será o 20º Estado-membro da UE a adotar a moeda comum e o segundo entre aqueles que formavam a extinta Iugoslávia.

"A Croácia satisfaz os critérios de convergência nominal, e sua legislação é plenamente compatível com os requisitos do Tratado e do Estatuto do Sistema Europeu de Bancos Centrais", diz a decisão da Comissão Europeia.

O parecer será analisado pelo Conselho para Questões Econômicas e Financeiras (Ecofin), órgão que reúne os ministros de Finanças do bloco, e a decisão final é aguardada para 12 de julho.

"O dia de hoje marca um passo histórico na jornada europeia da Croácia, testemunhando os esforços das autoridades croatas para satisfazer os critérios para a entrada na zona do euro", afirmou o comissário de Economia da UE, Paolo Gentiloni.

"O povo croata pode esperar se unir aos mais de 340 milhões de cidadãos que já usam o euro e, no ano em que celebramos o 20º aniversário de nascimento do euro como moeda física, a eurozona pode esperar acolher seu 20º membro", acrescentou.

A Croácia ingressou na União Europeia em 2013, mas manteve a kuna como moeda corrente até fazer as reformas financeiras necessárias para adotar o euro. A última ampliação na zona da moeda comum ocorreu em 1º de janeiro de 2015, com a Lituânia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA