/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Zelensky critica indecisão da Otan sobre Ucrânia e Suécia

Zelensky critica indecisão da Otan sobre Ucrânia e Suécia

KIEV, 07 julho 2023, 18:30

Redação ANSA

ANSACheck

Zelensky afirmou que uma decisão rápida sobre o assunto é 'muito importante ' © ANSA/EPA

(ANSA) - O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou nesta sexta-feira (7) que a indecisão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) sobre a adesão do país é uma "ameaça" à segurança global.

Durante uma visita à Eslováquia, o mandatário também comentou que a rápida resolução deste caso, que inclui a Suécia, "é muito importante".

Zelensky destacou que a atitude da Otan em relação à Ucrânia não é uniforme, além de esperar que a cúpula da organização na próxima semana em Vilnius, na Lituânia, possa oferecer prazos precisos e garantias para Kiev.

A proposta de adesão da Ucrânia na Otan vai ser discutida durante a reunião, mas não decidida, apontou o conselheiro de Segurança dos Estados Unidos, Jake Sullivan, em um briefing na Casa Branca.

Ele acrescentou que o governo norte-americano está confiante de que a Suécia ingressará na Otan em um futuro não muito distante.

Em uma entrevista á CNN, o presidente dos EUA, Joe Biden, acredita que a Ucrânia não está pronta para ingressar na Otan, além de explicar que não há uma visão unânime na aliança de deixar Kiev entrar durante uma guerra em andamento.

Bombas de fragmentação

Os Estados Unidos confirmaram que vão enviar para Kiev milhares de bombas de fragmentação, um artefato que se abre no ar e libera diversos outros explosivos menores.

Uma convenção para proibir a utilização deste dispositivo foi aderido por mais de 120 nações. Em contrapartida, os EUA, a Rússia e a Ucrânia não assinaram o acordo.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use