/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Crise climática é ameaça global, dizem Brasil e Alemanha

Crise climática é ameaça global, dizem Brasil e Alemanha

Países divulgaram comunicado conjunto

BRASÍLIA, 06 junho 2023, 10:15

Redação ANSA

ANSACheck

Annalena Baerbock conversa com Marina Silva em visita ao Brasil © ANSA/EPA

(ANSA) - Os governos de Brasil e Alemanha classificaram os problemas climáticos como uma "grave ameaça" à ordem global, durante a visita da ministra de Relações Exteriores de Berlim, Annalena Baerbock, a Brasília.

"A crise climática tem se tornado uma ameaça à vida e aos meios de subsistência de um número cada vez maior de pessoas e afeta o acesso a recursos básicos, como alimentos e água", diz um comunicado conjunto divulgado pelo Itamaraty na noite de ontem (5).

As duas nações divulgaram um documento de sete pontos, com foco nos problemas climáticos, considerados como "um dos desafios da política externa e da estabilidade global neste século, ao lado das crescentes desigualdades internas e entre países".

A representante do governo do chanceler Olaf Scholz chegou a Brasília junto com o ministro do Trabalho e Assuntos Sociais, Hubertus Heil.

No documento divulgado ontem, Brasil e Alemanha se dizem "comprometidos com os valores do multilateralismo, do direito internacional, da paz e da cooperação". (ANSA)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use