Papa diz que 'falta vontade política' para erradicar fome

Pontífice enviou mensagem pelo Dia Mundial da Alimentação

Papa diz que 'falta vontade política' para erradicar fome (foto: Ansa)
11:09, 16 OutROMA ZLR

(ANSA) - O papa Francisco denunciou nesta terça-feira (16), por ocasião do Dia Mundial da Alimentação, a "falta de vontade política" para erradicar a fome no mundo.

A mensagem foi enviada ao diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva. A data é celebrada anualmente em mais de 150 países e também corresponde à fundação da própria FAO.

"Como em outras problemáticas que atingem a humanidade, enfrentamos obstáculos na solução dos problemas, com barreiras inevitáveis em função de indecisões ou atrasos, com a falta de determinação dos responsáveis políticos, tantas vezes imersos somente nos interesses eleitorais", explicou.

O tema da data neste ano é: "As nossas ações são o nosso futuro. Um mundo com fome zero para 2030 é possível". Para Francisco, resulta imprescindível que a "sociedade civil organizada, os meios de comunicação e as instituições educativas unam suas forças na direção certa".

Segundo o Pontífice, aumenta cada vez mais o número de pessoas que não têm nada ou quase nada para comer, e o tema se torna um chamado urgente à responsabilidade a todos os atores que compartilham a agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

Além disso, o Papa também atribui a fome à extrema desigualdade, à má distribuição de recursos, às consequências das mudanças climáticas e a conflitos armados.

Ainda que o programa internacional "Fome Zero 2030" tenha 12 anos para ser completado, Francisco afirma que "os pobres não podem esperar". "É necessário agir urgentemente de modo coordenado e sistemático", disse. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en