No Iraque, secretário do Vaticano pede que ódio seja superado

Visita de Parolin será encerrada nesta sexta-feira (28)

No Iraque,secretário do Vaticano pede que ódio seja superado
No Iraque,secretário do Vaticano pede que ódio seja superado (foto: ANSA)
13:35, 28 DezCIDADE DO VATICANO ZCC

(ANSA) - Durante sua visita ao Iraque, o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, transmitiu uma declaração de esperança e apoio ao povo iraquiano e pediu para que haja a superação do ódio.
   

"Como indivíduos e como comunidades, cristãos e muçulmanos são chamados a iluminar a escuridão do medo, irresponsabilidade e ódio com palavras e atos de luz, lançando sementes de paz, verdade, justiça, liberdade e amor", disse o cardeal.
   

A declaração foi dada na mensagem de Natal durante o encontro com o primeiro-ministro, Adil Abdul Mahdi, e os representantes do governo. Parolin ainda ressaltou a importância de aceitar "as pessoas com suas diferenças e não usá-las para colocar uns contra os outros, mas descobrindo nelas uma possibilidade de enriquecimento mútuo".
   

Desde que iniciou sua visita no último dia 24 de dezembro, o colaborador do Papa Francisco conheceu, pela primeira vez, a Igreja Católica síria de Nossa Senhora da Salvação, onde também participou do rito de ignição de fogo.
   

Nesta quinta-feira (27), o secretário do Vaticano chegou a Erbil, onde celebrou uma missa na Catedral de São José de Ankawa, na qual relembrou que o ódio e a intolerância se opuseram pela solidariedade e proximidade das pessoas". A visita de Parolin será encerrada nesta sexta-feira (28). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en