Papa defende canonizar missionários na Amazônia

Vaticano realizará Sínodo sobre a floresta em outubro

Papa Francisco iniciará Sínodo da Amazônia em 6 de outubro
Papa Francisco iniciará Sínodo da Amazônia em 6 de outubro (foto: ANSA)
14:03, 30 SetCIDADE DO VATICANO ZLR

(ANSA) - O papa Francisco defendeu nesta segunda-feira (30), durante uma audiência no Vaticano com missionários italianos, que aqueles que trabalham na evangelização da Amazônia sejam canonizados.

A declaração chega a poucos dias do Sínodo dos Bispos dedicado à floresta, que acontece de 6 a 27 de outubro. Em seu discurso aos missionários italianos, o líder católico citou palavras do cardeal Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo e presidente da Comissão Episcopal Especial para a Amazônia.

"Quando ele vai a um vilarejo [na Amazônia], a primeira coisa que faz é ir ao cemitério para ver as tumbas de missionários e missionárias. Ele me contou isso e acrescentou: 'Todos eles merecem ser canonizados, pela semente que deixaram ali'. É um belo pensamento", disse o Papa.

O Sínodo discutirá novas formas de evangelização na Amazônia, mas também deve produzir um forte discurso em defesa da preservação do meio ambiente, no momento em que o Brasil é questionado no cenário internacional por causa dos incêndios na floresta.

O evento enfrenta resistência no governo Bolsonaro e no clero ultraconservador, ambos céticos quanto ao aquecimento global, apesar das diversas comprovações científicas que demonstram as mudanças climáticas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA