Papa inaugura centro médico para pessoas carentes no Vaticano

Ambulatório ficará aberto até 17 de novembro na praça São Pedro

Papa inaugura centro médico para pessoas carentes no Vaticano
Papa inaugura centro médico para pessoas carentes no Vaticano (foto: Reprodução / Twitter)
12:42, 12 NovCIDADE DO VATICANO ZCC

(ANSA) - O papa Francisco inaugurou nesta segunda-feira (11) um ambulatório temporário na praça São Pedro, no Vaticano, para oferecer atendimento gratuito a moradores de ruas, migrantes e a todos os cidadãos com dificuldades financeiras.

A iniciativa é organizada pelo Conselho Pontíficio para a Promoção da Nova Evangelização por ocasião da Jornada Mundial dos Pobres. A estrutura ficará disponível diariamente, das 8h às 20h (horário local), até o próximo dia 17 de novembro, data em que o Pontífice presidirá a missa oficial da celebração e participará de um almoço com 1500 pessoas carentes da Itália e da Europa.

A expectativa é que neste ano o centro médico atenda mais cidadãos do que em 2018, quando cinco médicos receberam 200 pessoas em menos de 24 horas, principalmente porque haverá um aumento no número de voluntários.

A equipe médica contará com novos especialistas, como cardiologistas, ginecologistas, oftalmologistas, entre outros, graças à colaboração do Dicastério, presidido por dom Rino Fisichella, com o Policlínico Gemelli, a Universidade de Tor Vergata e o Hospital San Giovanni-Addolorata.

A triagem dos pacientes é de responsabilidade dos enfermeiros voluntários da Cruz Vermelha Italiana e da Sociedade Italiana de Medicina Geral.

De acordo com os organizadores, o ambulatório é uma das iniciativas criadas para combater a "indiferença", indicada pelo papa Francisco como um dos "males do nosso tempo". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA