Papa poderá incluir Argentina em lista de viagens para 2020

Francisco já cogitou visitar nações arrasadas por conflitos

Papa poderá incluir Argentina em lista de viagens para 2020
Papa poderá incluir Argentina em lista de viagens para 2020 (foto: ANSA)
14:17, 24 DezCIDADE DO VATICANO ZRS

(ANSA) - por Fausto Gasparroni - O papa Francisco fechou o ano de 2019 com sete viagens apostólicas, na qual passou por quatro continentes. Em 2020, o líder da Igreja Católica não deverá repetir o roteiro, mas há possibilidade de poder visitar a Argentina e países que sofrem com conflitos, como Sudão do Sul e Iraque.

Francisco já expressou publicamente sua intenção de viajar para o Iraque, mesmo que a situação no local faça desta jornada uma hipótese muito complicada de acontecer. O Sudão do Sul, outra nação devastada por conflitos, é uma viagem desejada pelo Papa que já vem sendo adiada desde 2018.

Mesmo que nenhuma decisão tenha sido oficialmente confirmada, a visita de Jorge Mario Bergoglio ao país poderia ajudar na pacificação definitiva da nação.

Outra hipótese que será esclarecida em 2020 é uma possível visita de Francisco ao seu país natal, a Argentina. O Papa já esteve em diversas nações nas Américas do Norte, Central e Sul, como Brasil, Peru, Chile, Colômbia, México, Cuba, Paraguai e Bolívia. O Pontífice visitou em 2019 o Panamá, em ocasião da Jornada Mundial da Juventude.

O Papa ainda não retornou para seu país de origem, muito por causa do desejo de não interferir nos assuntos internos e da política, bem como para não ser indevidamente "usado" pelos governos locais, como o de Mauricio Macri.

Com Alberto Fernández no poder, cuja esposa Fabiola Yáñez já se encontrou com Francisco no Vaticano, poderá reabrir as chances do Papa finalmente visitar a Argentina.

Quanto à Europa, Francisco disse que queria favorecer países pequenos e periféricos. O primeiro-ministro de Montenegro, Dusko Markovic, uma nação que nunca foi visitada por um Papa, revelou que depois de uma audiência no Vaticano, o líder da Igreja Católica respondeu positivamente a seu convite.

Ainda teria a possibilidade de Francisco ir para Indonésia, Timor-Leste e Papua-Nova Guiné no segundo semestre do ano, uma viagem que poderá ser a mais longa das mais de 30 já feitas por Bergoglio.

Na Itália, o Papa fez apenas duas visitas no ano de 2019, nas cidades de Loreto e Camerino, ambas nas região das Marcas. Para 2020, a única confirmada é Bari, onde Francisco comparecerá na cúpula promovida pela Conferência Episcopal Italiana (CEI).(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA