Papa nomeia mulher para Secretaria de Estado do Vaticano

Italiana Francesca Di Giovanni está no Vaticano há 27 anos

Papa nomeia mulher para Secretaria de Estado do Vaticano
Papa nomeia mulher para Secretaria de Estado do Vaticano (foto: ANSA)
20:07, 16 JanCIDADE DO VATICANO ZCC

(ANSA) - O papa Francisco nomeou nesta quarta-feira (15) a advogada italiana Francesca Di Giovanni, de 66 anos, para assumir o cargo de subsecretária da seção de relações multilaterais da Secretaria de Estado do Vaticano.

Nascida em Palermo, no dia 24 de março de 1953, Di Giovanni está no Vaticano há 27 anos e é a primeira mulher a ocupar uma função de liderança na Secretaria.

Com a nomeação, a seção para as relações com os Estados ficará com dois subsecretários, sendo o outro o monsenhor Miros?aw Wachowski, que é responsável pelo setor da diplomacia bilateral.

Formada em Direito, Di Giovanni já trabalhou no setor jurídico-administrativo no Centro Internacional da Ópera de Maria, do Movimento dos Focolares. Desde setembro de 1993, no entanto, a italiana trabalha na seção para as relações com os estados da Secretaria de Estado da Santa Sé.

Ao longo de sua carreira, ela sempre atuou no setor multilateral, especialmente em questões relacionadas a migrantes e refugiados, direito internacional humanitário, comunicações, direito internacional privado, status da mulher, propriedade intelectual e turismo, segundo a Santa Sé.

"É a primeira vez que uma mulher tem um cargo de direção na Secretaria de Estado. O Santo Padre tomou uma decisão inovadora e, é claro, que representa um sinal de atenção para com as mulheres. Mas a responsabilidade é mais ligada ao trabalho do que pelo fato de ser mulher", disse a nova subsecretária.

Em entrevista ao "Vatican News", Di Giovanni revelou que foi uma surpresa a sua nomeação e afirmou que "há muitos anos" pensam "na necessidade de um subsecretário para o setor multilateral", que é "delicado e importante" e precisa de atenção porque "tem modalidades próprias, em parte diferentes do âmbito bilateral".

"É um cargo novo e farei de tudo para corresponder a confiança que me foi dada pelo Santo Padre, mas espero não fazê-lo sozinha. Gostaria de contar como sempre com a sintonia que até agora caracterizou o nosso grupo de trabalho", finalizou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA