Argentina nomeia mulher negra como embaixadora no Vaticano

Decisão foi tomada pelo presidente Alberto Fernández

Argentina nomeia mulher negra como embaixadora no Vaticano
Argentina nomeia mulher negra como embaixadora no Vaticano (foto: Reprodução de Vídeo)
17:30, 30 JanBUENOS AIRES ZCC

(ANSA) - O governo argentino escolheu a diplomata Maria Fernanda Silva como a nova embaixadora do país na Santa Sé. Com a nomeação, ela se torna a primeira mulher negra a ocupar o cargo, informou o jornal Página 12 nesta quinta-feira (30).

Segundo a publicação, a decisão foi tomada pelo presidente da Argentina, Alberto Fernández, pouco tempo antes de desembarcar em Roma para encontrar o papa Francisco. A expectativa é de que o nome da argentina seja apresentado nas próximas horas na Nunciatura Apostólica.

O objetivo da Casa Rosada era anunciar o nome do representante durante ou após a visita de Fernández ao país europeu, mas sua escolha vazou e foi revelada pela imprensa.

Ao longo de seus 30 anos de carreira, a diplomata acompanhou a embaixadora política Alicia Castro em Caracas, durante os governos Kirchner (2003-2015), além de ter representado a Argentina nas embaixadas de Quito e na União de Nações Sul-americanas (Unasul).

Se o Vaticano aprovar a escolha, Maria Fernanda terá sua primeira experiência fora do país, já que nunca ocupou a função de embaixadora no exterior. "Silva está muito comprometida em defender o catolicismo e o direito dos migrantes, uma das bandeiras do papa Francisco desde que era sacerdote", afirmou o jornal.

A viagem de Fernández ao Vaticano será a segunda internacional desde que foi empossado presidente da Argentina, em 10 de dezembro. A primeira foi a Israel. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA