Papa institui fundo para ajudar vítimas de pandemia

Dinheiro será destinado às áreas que abrigam missões da Igreja

Papa Francisco celebra missa na Casa Santa Marta, no Vaticano
Papa Francisco celebra missa na Casa Santa Marta, no Vaticano (foto: )
09:54, 06 AbrCIDADE DO VATICANO ZLR

(ANSA) - O papa Francisco instituiu nesta segunda-feira (6) um fundo de emergência para ajudar as áreas de missão atingidas pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e fez uma doação inicial de US$ 750 mil, o equivalente a R$ 4 milhões, pela cotação atual.

O fundo será administrado pelas Obras Missionárias Pontifícias e ajudará pessoas e comunidades das áreas mais desfavorecidas do mundo. "Em seu papel de evangelização, a Igreja sempre está na primeira linha contra as principais ameaças à dignidade humana", disse o prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, cardeal Luis Antonio Tagle.

Segundo o presidente das Obras Missionárias Pontifícias, arcebispo Giampietro Dal Toso, o fundo tem o objetivo de "apoiar a presença da Igreja" nos territórios de missão que sofrem com a pandemia.

As Obras Missionárias Pontifícias são o canal oficial de apoio do Papa a mais de 1,1 mil dioceses, sobretudo na Ásia, na África, na Oceania e em parte da Amazônia. "Peço às nossas Obras Missionárias Pontifícias, presentes em cada diocese de todo o mundo, que façam o possível para apoiar essa importante iniciativa do Santo Padre", acrescentou o arcebispo Dal Toso.

Desde o início da pandemia, Francisco já fez diversas doações para ajudar doentes, incluindo 100 mil euros para a Cáritas, 60 mil euros para um hospital de Bergamo, um dos maiores focos de contágio na Itália, e 30 respiradores para estruturas sanitárias no país europeu.

O novo coronavírus já contaminou cerca de 1,3 milhão de pessoas no mundo e deixou mais de 70 mil mortos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA