'Contem comigo', diz Papa a ONG que resgata migrantes e refugiados

Francisco enviou carta à entidade Mediterranea Saving Humans

Papa Francisco durante Via Crucis no Vaticano
Papa Francisco durante Via Crucis no Vaticano (foto: EPA)
11:21, 11 AbrCIDADE DO VATICANO ZLR

(ANSA) - O papa Francisco escreveu uma carta na qual diz estar "à disposição" para ajudar a ONG Mediterranea Saving Humans, uma das mais ativas no resgate de migrantes e refugiados no Mar Mediterrâneo.

O texto foi publicado pelo jornal católico Avvenire, ligado à Conferência Episcopal Italiana (CEI), neste sábado (11), poucos dias após o governo do país europeu ter editado um decreto no qual afirma que seus portos não têm condições de receber pessoas resgatadas por navios estrangeiros neste momento devido à pandemia de coronavírus.

"Obrigado por tudo aquilo que vocês fazem. Gostaria de dizer que estamos à disposição para dar uma mão sempre. Contem comigo", escreveu Francisco, em resposta a uma carta enviada a ele pelo chefe de missão da Mediterranea, Luca Casarini.

"Obrigado pelo seu testemunho, que me faz tão bem. Estou do seu lado e de seus companheiros", disse o Papa. A carta de Casarini relatava a violência sofrida por migrantes e refugiados nos campos de detenção na Líbia e alertava para o risco que essas pessoas correm com o fim das operações de socorro no mar.

"Esperamos que as palavras do Santo Padre cheguem ao coração dos governantes que fecharam os portos da Europa e da Itália à humanidade", disse a ONG em uma nota.

De acordo com dados do Ministério do Interior, 3 mil migrantes forçados desembarcaram na Itália em 2020, um aumento de 450% na comparação com o mesmo período de 2019, mas ainda 58% a menos que em 2018. A maioria deles é de Bangladesh (477), Costa do Marfim (329), Argélia (319), Sudão (250) ou Marrocos (234). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA