Papa cobra de legisladores ações contra aborto

Francisco abordou o tema durante audiência geral

Papa Francisco cumprimenta fiéis em audiência geral
Papa Francisco cumprimenta fiéis em audiência geral (foto: ANSA)
18:52, 23 SetVATICANO ZLR

(ANSA) - Um dia após o Vaticano ter divulgado uma carta na qual afirma que o aborto "corrompe a civilização humana", o papa Francisco cobrou nesta quarta-feira (23), durante sua audiência geral semanal, a aprovação de leis contra a interrupção voluntária da gravidez.

Dirigindo-se a fiéis poloneses, o líder católico disse que abençoaria uma campanha chamada "A voz dos não-nascidos", cujo objetivo é "recordar o valor da vida humana, da concepção à morte natural".

"Que a sua voz desperte as consciências dos legisladores e de todos os homens de boa vontade na Polônia e no mundo", afirmou o Papa. No dia anterior, a Congregação para a Doutrina da Fé já havia publicado uma carta relacionada a questões do fim da vida.

O texto é voltado às práticas de eutanásia e suicídio assistido, mas também condena o aborto como instrumento de "corrupção da civilização humana" e como "desonra" para aqueles que o realizam. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA