Papa mantém distância de fiéis e pede respeito às normas

Itália implementou novas regras sanitárias por aumento nos casos

Papa saudou fiéis à distância nesta quarta
Papa saudou fiéis à distância nesta quarta (foto: ANSA)
14:12, 14 OutCIDADE DO VATICANO ZGT

(ANSA) - No dia em que novas regras para evitar a disseminação contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) entraram em vigor na Itália, o papa Francisco manteve distância dos fiéis durante a celebração da audiência geral no Vaticano nesta quarta-feira (14).

Ao entrar na Sala Paulo VI, diferentemente dos outros dias, o líder católico seguiu diretamente para sua cadeira, sem parar para conversas ou saudações. O gesto foi repetido ao fim da cerimônia.

"Eu queria fazer o que faço sempre, descer, aproximar-me de vocês. Mas, com as novas recomendações, melhor manter a distância. Também com os doentes, eu os saúdo de coração, daqui. Vocês estão à distância, prudentes como devem ser, mas acontece que quando eu desço aí, todos se amontoam. E o problema é esse, há o risco de contágio. Assim, cada um com sua máscara, mantendo a distância, podemos seguir adiante com as audiências", disse aos presentes.

Além de dizer que seguiria as novas regras, o Pontífice também fez um apelo para que os fiéis sigam as normas determinadas por seus governantes. "Desculpem-me se saúdo vocês de longe, mas acredito que todos, como bons cidadãos, devemos seguir as prescrições das autoridades porque isso ajudará a por fim a essa pandemia", finalizou.

As celebrações do Papa ficaram sem público entre o início de março e de setembro, quando foram permitidos fiéis seguindo um rígido protocolo, especialmente, nos locais fechados. Durante o período sem o público, todas as sessões do Pontífice eram transmitidas por streaming e pelos canais religiosos.

No entanto, recentemente, o próprio Francisco de um puxão de orelha nos fiéis que estavam no Pátio San Damaso para não se aglomerarem já que havia "cadeiras para todos".

Após um período de controle no número de casos, a Itália vem registrando recordes diários de novas contaminações e, por conta disso, o governo de Roma decretou novas medidas para tentar frear o avanço da Covid-19. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA