Papa reza por países da Am. Central afetados pela tempestade Eta

Governos falam em mais de 230 vítimas e dezenas de desaparecidos

O temporal Eta deixou mais de 230 mortos na América Central e México (foto: EPA)
13:01, 08 NovCIDADE DO VATICANO ZGT

(ANSA) - O papa Francisco rezou neste domingo (8), durante a tradicional cerimônia do Angelus, pelas vítimas e por todos os que foram afetados pela tempestade Eta, que deixou um rastro de destruição na América Central e no México durante a última semana.

O líder religioso pediu que todos rezassem "pelas populações da América Central atingidas nos últimos dias por um violento furacão que causou muitas vítimas e inúmeros danos, também agravando a situação já difícil por conta da pandemia" de coronavírus Sars-CoV-2.

"Que o Senhor acolha os defuntos, conforte os seus familiares e dê apoio a todos aqueles que foram testados, como para todos aqueles que estão lutando para ajudá-los", afirmou ainda.

O Eta havia sido classificado como um furacão de nível quatro no início da última semana, mas foi perdendo força conforme avançava pela região. No entanto, o rastro de destruição foi enorme.

Segundo dados dos governos locais até este domingo, já são ao menos 234 vítimas e inúmeros desaparecidos.

A maior parte dos óbitos ocorreu na Guatemala, cerca de 150, em número que deve aumentar porque a maior parte das vítimas vive em áreas remotas do norte do país. O governo do estado de Chiapas, no México, confirmou 33 mortes. Também foram registradas vítimas em Honduras, Panamá, Costa Rica e Nicarágua. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA