Brasileiro é oficializado diretor do coro da Capela Sistina

Marcos Pavan ocupava o cargo interinamente desde julho de 2019

Papa Francisco durante missa na Capela Sistina
Papa Francisco durante missa na Capela Sistina (foto: ANSA)
09:40, 23 NovVATICANO ZCC

(ANSA) - O papa Francisco oficializou neste domingo (20) o monsenhor brasileiro Marcos Pavan no cargo de maestro-diretor da Capela Musical Pontifícia, nome oficial do coro da Capela Sistina.

Seu nome foi indicado para ocupar o cargo interinamente em julho de 2019, após a saída do monsenhor Massimo Palombella depois que Jorge Bergoglio autorizou uma investigação sobre possíveis fraudes financeiras no coro, em setembro de 2018.

Na ocasião, vaticanistas divulgaram que havia a suspeita de desvio de verbas arrecadadas com concertos. Logo depois, o Papa publicou um "motu proprio" para reformular a estrutura da Capela.

Desta forma, desde 17 de janeiro de 2019, a Capela Musical faz parte integrante do Serviço das Celebrações Litúrgicas papais, guiado por monsenhor Guido Marini.

Segundo o Pontífice, a escolha é para conservar e promover "o prestigioso patrimônio artístico-musical produzido ao longo dos séculos pela Capela", considerada "um lugar de elevada expressão artística e litúrgica ao serviço das solenes celebrações".

Sacerdote católico, Pavan é natural de São Paulo e se tornou padre na diocese de Campo Limpo, zona sul da capital paulista. Em sua carreira musical, estudou técnica vocal e canto gregoriano em São Paulo e Nova York e foi membro do Coro Lírico do Theatro Municipal. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA