Enviado especial do Papa se reúne com presidente de Belarus

Francisco está preocupado com crise política e social no país

Em 2016, Papa se reuniu com Lukashenko no Vaticano
Em 2016, Papa se reuniu com Lukashenko no Vaticano (foto: EPA)
09:06, 17 DezCIDADE DO VATICANO ZGT

(ANSA) - O enviado especial do papa Francisco para Belarus, Claudio Gugerotti, se reuniu nesta quinta-feira (17) com o presidente de Belarus, Aleksandr Lukashenko, para debater a atual crise política e social vivida no país desde a polêmica reeleição do mandatário em agosto deste ano.

Segundo o diretor da sala de imprensa vaticana, Matteo Bruni, o encontro "tem o objetivo de expressar a solicitude e as preocupações do Santo Padre pela atual situação do país".

Gugerotti já foi núncio - o equivalente da Santa Sé para embaixador - em Belarus e a reunião ocorre cerca de três meses depois de uma viagem do secretário para a Relação com os Estados, Paul Gallagher, ao país.

À época, Bruni informou que a viagem seria para ter encontros com "autoridades civis e os responsáveis pela Igreja Católica" local, mas a visita havia ocorrido 10 dias depois do presidente da Conferência Episcopal de Belarus, Tadeusz Kondrusiewicz, ser barrado na fronteira com a Polônia.

Desde 9 de agosto, Belarus convive diariamente com protestos, que são reprimidos duramente por forças policiais, por conta da reeleição de Lukashenko. A oposição, bem como os países europeus e os Estados Unidos, acusam o mandatário de fraudar a disputa eleitoral - vencida por ele com mais de 80% dos votos - além de impedir que candidatos opositores mais bem posicionados nas pesquisas pudessem concorrer.

Apenas a Rússia mantém seu apoio irrestrito ao governo bielorrusso, que tem Lukashenko como presidente desde 1994. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en