Papa pode encontrar líder supremo do Iraque em viagem em 2021

Francisco visitará país entre os dias 5 e 8 de março

Francisco visitará país entre os dias 5 e 8 de março
Francisco visitará país entre os dias 5 e 8 de março (foto: ANSA)
17:19, 28 DezCIDADE DO VATICANO ZCC

(ANSA) - O papa Francisco pode encontrar a maior autoridade xiita do Iraque, o grande aiatolá Ali al-Sistani, em Najaf, durante sua próxima visita ao país entre os dias 5 e 8 de março de 2021, informou o patriarca caldeu de Bagdá, o cardeal Louis Rapahel Sako, nesta segunda-feira (28).

A expectativa é de que os líderes religiosos assinem um documento sobre a fraternidade humana para a paz mundial e a coexistência comum, como o Pontífice fez com o grande imã sunita de Al-Azhar, Ahmad Al-Tayyeb, em 4 de fevereiro de 2019, em Abu Dhabi.

"É um desejo que partilhamos com os xiitas. Eles vieram de Najaf para pedir uma visita e queríamos manifestar esse desejo à Santa Sé porque sabemos que o Pontífice é um homem de diálogo", afirmou Sako.

O cardeal explicou que, como Francisco já conheceu Al-Tayyeb, seria "muito importante" que ele encontrasse a mais alta autoridade dos xiitas, o que pode servir de ponte entre xiitas e sunitas. "Isto pode ter um grande impacto a nível internacional na coexistência pacífica e no diálogo. Esperamos que a Santa Sé diga algo sobre esta proposta partilhada com Najaf", acrescentou.

Segundo Sako, o documento sobre a fraternidade humana para a paz mundial e a convivência comum é um texto universal e não será necessário alterá-lo". Até o momento, o Vaticano não se pronunciou sobre o possível encontro.

Francisco visitará o Iraque entre os dias 5 e 8 de março de 2021, em sua primeira viagem oficial para fora da Itália desde o início da pandemia do novo coronavírus Sars-CoV-2.

A agenda da visita inclui também uma passagem pela região de Ur, cidade em que, segundo a tradição judaico-cristã, nasceu o patriarca Abraão. Além disso, a comitiva da Santa Sé passará ainda pelas cidades de Mossul e Qaraqosh, no norte do país.  (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA